Aquarius Ortodontia



(61) 3045.6788

WhatsApp: (61) 9610.4900

notícias

Aparelhos ortodônticos autoligados têm como principal característica a baixa fricção entre os arcos ortodônticos e braquetes durante o tratamento, facilitando o início do movimento dentário pela diminuição da resistência inicial à movimentação.

Estes aparelhos ortodônticos são fixos compostos por braquetes que possuem uma presilha flexível metálica, como uma tampa, que prende e amarra o fio ortodôntico metálico na canaleta do braquete. Com essa estrutura, não há necessidade do uso das ligaduras elásticas, que são as famosas "borrachinhas coloridas", durante o tratamento.

Quando é indicado

O aparelho ortodôntico autoligado é indicado para vários casos de mal oclusão dentária, mas apresentam uma vantagem em casos que não necessitam de atrito entre as canaletas dos braquetes e o fio, em que serão realizadas grandes movimentações por meio de deslizamento e em casos com necessidade de expansão transversal das arcadas.

Vantagens do aparelho autoligado

Esse sistema permite um menor atrito do fio metálico com a canaleta do braquete, o que permite a aplicação de uma força mais suave e menos incômoda ao paciente.

Além disso, a ausência das ligaduras diminui o consideravelmente o acúmulo de bactérias no aparelho, evitando assim cáries, cálculo dentário, mau hálito e outros problemas bucais. O tempo de tratamento diminui em até 30% em relação ao aparelho ortodôntico convencional.

Tipos de aparelho ortodôntico autoligado

Existem dois tipos distintos de sistemas de aparelhos ortodônticos autoligados, que são o passivo e o interativo.

Os passivos são aqueles em que o sistema de fechamento do clip na canaleta do braquete não faz pressão sobre o fio ortodôntico, tendo um melhor desempenho no deslizamento dentário e pior no controle de rotação e inclinação dos dentes.

Os interativos se comportam como ativos e passivos, e as presilhas flexíveis que fecham a canaleta podem pressionar ou não o arco, dependendo do seu calibre.

Compartilhe